Dicas

15 Things to do when you feel low

Segunda feira, porque é que chegas sempre tão rápido??

Olá olá hashtagzinhos da minha vida!  😛 

Hoje trago-vos uma listinha de 15 coisas que costumam de resultar comigo quando estou num dia ‘não’ (mais em baixo) ou super cansada e preciso de fazer algo diferente para me distrair… Claro que nem sempre tudo resulta, mas é muito melhor se pudermos partilharmos uns com os outros os truques que nos fazem sentir mais felizes mesmo quando tudo parece sem cor  🙂 Por isso toca a falar aí em baixo quais os truques milagrosos que utilizam para melhorar um dia mau…

 

1 – Brincar com o teu animal – Coloquei esta imagem de um pastor alemão fofinho porque aposto que pelo menos 80% de vocês sorriu ao vê-lo. Aos outros 20%, vocês são muito más pessoas  😮 Brincadeirinha. Ou talvez não! Quando chego a casa num dia mau há sempre uma coisa que me alegra: brincar com a Sasha ou deitá-la no meu colo (só consigo deitar a cabeça porque meter um pastor alemão ao colo não é fácil…) e esta é uma das melhores dicas que vos posso dar, embora não seja nenhuma novidade: amar e receber amor do vosso animal de estimação. Eu gostava de mostrar uma solução substituta para quem não tem um animal de estimação, mas de facto não consigo encontrar algo equivalente ou que nos acalme tanto quanto o afeto destes seres incríveis… Talvez o de um amigo?

Apresento-vos a Sasha

2 – Pegar no carro e passear –  Para algumas pessoas esta técnica pode até não funcionar, mas para outras é um autêntico escape do dia atarefado que tiveram. Quanto a mim e sempre que tenho hipótese, pego no carro e vou passear ao som de uma música bem alta (pode ser super mexida para me animar ou tranquila para acalmar, depende da vibe desse dia) e vou andando algures perdida a ver as vistas, a pensar um bocadinho e, por norma, termino o roteiro quando chego ao pé do mar…

3 – Ver o mar – E o tópico anterior leva-me inevitavelmente a este terceiro! Seja Inverno ou Verão, ver o mar é sempre uma ótima solução (até rimei). Adoro estacionar o carro ao pé do mar e ficar a olhar para o infinito ou, quando o tempo assim o permite, colocar o pézinho na areia e ficar apenas a observar tudo à minha volta! Não há nada melhor do que o azul do mar, o barulho das ondas e a textura da areia para nos acalmar nos piores dias (quem vive junto à praia vai perceber). Para quem não tem a hipótese de ter o mar propriamente dito ao pé mas sim o rio, acho que isso também resulta um bocadinho (propriedades calmantes da água)… Na pior das hipóteses, é ir para o sofá, meter uns fones e ouvir o barulho das ondas no Youtube ou no Spotify…  🙄 

4 – Fazer uma caminhada – Ainda na onda dos passeios (a sério, é um dos melhores remédios para tudo) uma caminhada pode sempre ajudar a melhorar um dia mau. Se não tiveres carro, não desanimes, porque duas perninhas (ou até quiçá uma bicicleta) fazem o mesmo serviço. Na Lourinhã, por exemplo, há uma ciclovia que vai dar precisamente à praia e muitas vezes faço esse trajeto com os meus pais e a Sasha (como podem ver aí em baixo) e esse é sempre um ritual não só tranquilo como também revigorante (e onde junto logo 3 dos truques que vos falei). E sim, mesmo depois de um dia de trabalho cansativo uma caminhada pode ajudar!!!  Se na tua zona não há uma ciclovia ou uma vista incrível sobre a praia como eu tenho ( 😛 ), não desanimes porque qualquer passeio é sempre bem vindo, seja ele de que natureza for… 

Dog Whisperer

5 – Dançar ou fazer exercício – Para aqueles dias em que estás super em baixo mas precisas de descarregar energias negativas, dançar ou práticar exercício físico é o ideal. Eu tenho dois ou três vídeos de Zumba no meu computador e às vezes chego a casa e venho gastar um bocadinho de energias para tentar animar o meu dia. Podem ver também um vídeo de kickboxing, se preferirem!! Ou mesmo ir a uma aula no ginásio… vocês é que escolhem, o importante é mesmo deitar cá para fora as más energias… (Talvez não faça isto tantas vezes quanto gostava, mas fica a nota)

 

6 – Um bom banho de imersão com óleos essenciais – Esta é daquelas coisas que não se pode fazer sempre (porque gasta imensa água e temos que ser pessoas ecologicamente responsáveis) mas de vez em quando é tudo o que precisamos: encher a banheira de água quentinha, meter uma música relaxante, acender umas velas e banhar-nos em óleos essenciais. Vejam que até encontrei um artigo com truques para um melhor banho de imersão:  

Dicas para o banho de imersão perfeito

7 – Ver um bom filme ou série – Chegar a casa, vestir o pijama, fazer a botija de água quente e embrulhar-me numa manta são os meus programas preferidos quando estou cansada! Pessoalmente, adoro ver um bom filme romântico (sou uma romântica incurável) ou meter em dia uma das minhas séries preferidas! Se gostarem mais de filmes de ação, força, o importante é tirarem uns momentos só para vocês e o vosso comando  😛  Já tinha feito um artigo com as minhas séries e filmes preferidos, seguem em baixo:

As minhas séries favoritas + estreias para 2018

Filmes: 10 comédias românticas para descontrair

8 – Beber um café com um amigo – Há sempre aquele (ou aqueles) amigo que sabes que vai estar sempre lá para ti mesmo quando não te apetece falar sobre nada. Porque às vezes a questão nem é o “falar com alguém sobre algo”, é mesmo o sentir que há alguém lá, ao nosso lado, pronto para ouvir ou calar, pronto para beber mais um café ou cerveja e fazer-te rir com piadas secas. Eventualmente, alguém que te dê um abraço no final e faça o teu dia valer a pena… Quando digo um amigo digo o vosso parceiro ou mesmo os vossos pais. A minha mãe, por exemplo, é sempre a minha companheira para estes dias mais chatos!

 

  9 –  Escrever – Para os amantes das letras, escrever sempre será o refúgio perfeito de um mundo que não ouve os seus gritos! Seja num diário, blog ou mesmo numa folha de papel perdida algures na escrivania, escrever sobre o que sentimos (ou não sentimos) é uma das mais belas e fáceis formas de deitar cá para fora tudo o que nos atormenta. Podemos escrever sobre a nossa própria história ou inventar sobre o que gostávamos que ela fosse, podemos escever em poesia ou em verso e em toda ou qualquer língua… mas isso na verdade não é o que importa… o que interessa é escrever!

10 – Ler – Ler é viajar sem sair do mesmo lugar; é sonhar sem precisar de fechar os olhos; é alargar os horizontes mesmo parado no mesmo sítio; é conhecer novas palavras mesmo sem ler um dicionário e é amar os personagens como se eles fossem reais e nossos amigos. Eu sou aquela pessoa que lê em duas semanas de férias 8 livros mas, hey, não precisam de ser assim tão maluquinhos  quanto eu 😯  Hehe!! Mas sim, ler pode ser um instumento muito poderoso e mesmo nos dias mais cinzentos somos capazes de ler e entrar num mundo que não é bem o nosso… e isso faz-nos sentir melhor com o que até então tínhamos. Ler é sempre uma boa opção! SEMPRE

Book Review #2 – «Saga: As Guerreiras Maxwell»

11 – Desenhar ou pintar Está comprovado que pintar e desenhar são um ótimo calmante para a mente, por isso porque não tentar? Se o dia está a ser mau e têm mil e uma coisas na cabeça, então meter uns fones nas orelhas e pegar numa folha em branco pode ser a solução! Podem desenhar vocês mesmos; imprimir e depois pintar; podem também entreter-se no paint ou nas apps de crianças… hoje em dia há mil e uma soluções e vocês só têm que descobrir a que mais gostam 🙂

12 – Ir o cinema sozinho – Pronto, ok, pode também ser acompanhado!! Mas às vezes o estar sozinho também é bom: apreciamos as coisas como queremos, ao nosso tempo e ritmo e da forma que bem entendemos. Apreciar a nossa própria presença é o primeiro passo para que tudo corra melhor. Eu por acaso adoro andar sozinha, não me faz confusão nenhuma e às vezes até me apetece. Isso não tem que ser mau ou visto como uma prática anti social, simplesmente sabe bem não dever nada a ninguém e seguir os nossos próprios planos. Nunca me fez confusão ir ao cinema, beber um café ou ir às compras sozinha… nem acho que tenha que fazer! Claro que existem outras alturas em que prefiro ir acompanhada, por isso escolham o vosso filme favorito e vão descontrair ao som de um banda sonora incrível. Vão sozinhos ou acompanhados, mas vão. 

13 – Lista de gratidão – Quando tudo parece mau, vamos ver o que há de bom! Realizações profissionais e pessoais; desejos bons que se estão quase a cumprir ou que vamos fazer por isso; metas que queremos alcançar… é quase como quando queremos tomar uma decisão importante e fazermos uma lista dos “prós e contras”… mas o objetivo desta lista é ver as coisas boas que temos na nossa vida e as que poderemos vir a ter. Não podemos querer ver o arco iris sem antes vir a chuva!

14 – Faz uma pausa Kit-Kat – Está comprovado que o chocolate ajuda nos dias maus, vamos fazer uso disso? 😛  Chamamos-lhe ‘pausa kit kat’, mas na verdade pode ser o chocolate que quiseres. Se o dia ainda não acabou mas já estás ansioso e sem paciência para que acabe, então estás mesmo a precisar de uma pausa de ti e para ti mesmo! Vai apanhar ar durante 10 minutos e volta rejuvenescido. Respira fundo, estica os braços e as pernas e come algo gostoso! Se não for um chocolate pode ser uma goma, vá… 

15 – Pensamento positivo – Este pode parecer o conselho mais cliché  do mundo, mas vocês nem imaginam o poder que a vossa mente tem! Sabem aqueles ditados do “acredita que tudo muda” ou que “uma atitude positiva leva-te a ações positivas” e por aí fora? Ou sabem aqueles testes clínicos em que os pacientes estavam doentes e deram-lhe “comprimidos de açúcar” e eles ficaram curados só porque pensavam que eram comprimidos a sério? Pois bem, é verdade. Se o dia está a correr mal, só tu é que tens o poder de o tentar melhorar ou, pelo menos, de tentar contornar as suas adversidades. O poder da mente é mesmo algo incrível e se pensarmos que tudo vai ficar bem, que isto tudo é uma fase, que o meu sorriso pode fazer outros sorrir ou que eu sou forte o suficiente para encarar isto tudo de frente… então não há mau humor, hormonas, tristezas ou más energias que me demovam de conseguir o que quero! Sê positivo e coisas boas virão!

 

E vocês, quais são as vossas técnicas ou truques para que tudo fique bem?

Beijinhos com amor,

#Joana.

Follow and like 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *